5 dicas para importar produtos internacionais

ByPaulo Pinto

nov 16, 2021
Importar produtos internacionais

Importar produtos internacionais pode ser mais simples do que parece. Estas 5 dicas poderão ajudar e encorajar você a iniciar ainda hoje as compras internacionais. 

Encontre bons fornecedores

Primeiramente, você precisa definir o nicho de produtos que serão importados. Aqui você vai determinar sua atuação de acordo com as características e demandas do seu público-alvo.

Definido seu nicho, é hora de começar a procurar por fornecedores. Seja qual for a sua atuação, é necessário encontrar empresas que tenham qualidade no seu serviço e no seu produto. Essa pode não ser uma tarefa simples e rápida, mas é totalmente possível. 

Algumas dicas para encontrar um bom fornecedor são:

  • Opte por importar produtos originais
  • Teste os produtos antes de fechar parceria com grandes quantidades
  • Confira todas as taxas e impostos
  • Faça os pedidos com antecedência

Conheça as normas de importação

Existem taxas que podem incidir sobre produtos que custem mais de $50. Essa taxação pode ser de até 60%  do valor da mercadoria. Além disso, outras taxas podem ser adicionadas a produtos e às notas fiscais. É necessário conhecer as regras.

Para não ter surpresas, conheça bem todas as normas que regem a importação e veja se o seu fornecedor obedece a todas elas. Evitar problemas com a Receita Federal é extremamente importante e pode fazer toda diferença no futuro de sua empresa. 

Escolha um intermediador de confiança

Uma opção é escolher um intermediador. Dessa forma, ao invés de o produto sair diretamente para seu endereço, ele é enviado para um intermediador naquele país. A intenção é diminuir o pagamento de impostos, já que o produto não deixa o país.

Essa é uma opção vantajosa para quem deseja importar para vender pela internet, pois o pagamento de impostos é menor. 

Preocupe-se com a emissão das notas fiscais

Como mencionado anteriormente, evite a todo custo problemas com a Receita Federal. Por isso é importante ter as notas fiscais dos produtos. Se você pretende importar produtos para revenda, certifique-se de emitir todas as notas para todos os produtos. 

Importação para revenda

A grande maioria dos importadores procuram produtos para serem revendidos no país. Existem 4 formas de fazer isso:

  1. Dropshipping: quando o comprador escolhe um produto na sua loja virtual, o pedido é feito direto no site do fornecedor e é ele que o envia para o cliente. É a chamada negociação triangular
  2. Importação direta: aqui você compra o produto direto do fornecedor e o armazena até que seja vendido e você envie para o cliente. 
  3. Trading: são as empresas de intermediação que trabalham em troca de uma comissão
  4. Importa Fácil: É um serviço dos correios que permite a importação de até $3000 em produtos do exterior. 

Para revender os produtos, você precisa se atentar a dois quesitos bem importantes.

Defina um meio de pagamento

Tanto para a importação quanto para a venda dos produtos em sua loja, é necessário estabelecer formas de pagamentos viáveis. Como tudo é feito virtualmente, o ideal é que possam ser feitos via cartão de crédito. 

Os pagamentos no cartão facilitam por serem mais rápidos e pelo fato de existirem cartões internacionais que são aceitos em quase todos os países. 

Os meios de pagamento mais usados são:

  • Adquirentes
  • Gateways
  • Subadquirentes
  • Provedores de Serviços de Pagamento (PSP)

Você deve conhecer cada um e definir qual o mais interessante para sua empresa. 

Avalie a logística que será usada

Quem opta por dropshipping nem precisa se preocupar com isso. Já quem vai comprar para armazenar e vender, precisa pensar em como vai enviar para o cliente. 

O mais comum é que seja enviado pelos correios, mas o tempo e o custo podem ser altos para o cliente. Quando os volumes de vendas aumentarem, pense na possibilidade de contratar uma transportadora.