7 sintomas de catarata que você deve ficar atento

ByPaulo Pinto

mar 26, 2021

Mais comum do que parece, a catarata é uma condição que se caracteriza por uma lesão no olho, que afeta e deixa opaco o cristalino (lente transparente que fica atrás da íris responsável pela focalização) comprometendo a visão. Facilmente detectada, a doença tem sintomas clássicos.

O mais importante deles é a diminuição da acuidade visual. Ou seja, quem antes enxergava com muita nitidez passa a notar uma espécie de névoa que embaça e dificulta  a visão.

Ao contrário do que se imagina, essa não é uma doença que acomete apenas pessoas idosas, apesar de ser mais comum nelas. Pessoas jovens também podem ter catarata e precisam estar atentas aos sintomas.

 

Como diagnosticar a catarata?

Quem vai diagnosticar a doença é o médico oftalmologista através de exames simples e de rápida execução. 

O profissional vai verificar o cristalino para detectar alguma alteração. A principal característica dessa membrana ocular é sua transparência. Logo, se ela estiver com uma cor opaca e leitosa a catarata é confirmada. 

Portanto, quem sente alguma dificuldade de enxergar com nitidez precisa procurar um médico para realizar os exames necessários.

A catarata é facilmente detectável e o paciente sai do consultório com o diagnóstico e todas as orientações de como deve proceder dali em diante. 

 

Catarata pode cegar?

A principal preocupação de alguém que é diagnosticado com catarata é a perda total da visão. Mas o medo pode dar espaço à esperança quando observamos os tratamentos avançados e acessíveis que existem atualmente.

Além disso, a doença costuma atingir um olho e depois o outro. Dificilmente a pessoa terá perda da visão total, pois um olho ainda terá capacidade visual. 

Cerca de 50% da população mundial tem a visão limitada por causa da catarata. Ainda que todas elas evoluam o quadro a ponto de perder totalmente a visão, essa cegueira é temporária e reversível através de cirurgia. 

O próprio SUS oferece tratamento e cirurgia de forma gratuita em quase todos os municípios de nosso país. Os procedimentos são simples e o paciente retorna a sua rotina normal pouco mais de um mês depois de realizar a correção. 

 

Quais são os tipos de catarata?

A catarata pode ser dividida em quatro tipos diferentes:

Catarata Senil: essa catarata é aquela que está diretamente ligada à idade. Com o envelhecimento, o cristalino vai perdendo sua transparência e tornando mais difícil a focalização.

Catarata Traumática: provocada por alguma lesão ou trauma sofrido no olho que o penetra afetando o cristalino.

Catarata Secundária: essa catarata é ocasionada devido algum outro problema de saúde ocular pré-existente, como glaucomas severos, alta miopia e outros. 

Catarata Congênita: Ela é causada por mutações genéticas ou anormalidades na formação cromossômica. Aparece desde o nascimento e só precisa ser tratada se afetar a visão da criança de forma grave.

 

10 sintomas de catarata que merecem atenção

Os principais e mais importantes sintomas da catarata são:

 

  • Perda significativa da acuidade visual: pessoas que enxergavam bem passam a relatar dificuldade de enxergar, mesmo com óculos e correções.

 

  • Vista embaçada/nublada: a principal queixa dos pacientes é uma espécie de fumaça que embaça a visão e deixa tudo desfocado.

 

  • Visão duplicada: a perda de foco faz com que as imagens pareçam duplicadas.

 

  • Dificuldade para ler: não adianta aproximar ou afastar os livros, a dificuldade 

permanece. Isso acontece porque o que se perde é o foco.

 

  • Olhos sensíveis à claridade: a luz passa a incomodar mais do que de costume. Até mesmo a claridade do dia se torna agressiva.

 

  • Cores mudam de aparência: as cores perdem qualidade e todas parecem meio diluídas em algum líquido leitoso.

 

  • As lentes dos óculos mudam constantemente: antes de cogitar a possibilidade de ter catarata o paciente tende a tentar corrigir as lentes do óculos, por isso as mudanças frequentes antes do diagnóstico.

 

  • Mancha esbranquiçada nos olhos: quando bem avançada a catarata passa a ser perceptível para as outras pessoas. Todos veem a mancha branca no cristalino.

 

  • Dificuldade em fazer as atividades diárias: a falta de visão passa a impedir o paciente de realizar ações fáceis como localizar objetos e escrever, por exemplo.

 

  • Escurecimento da visão: num grau mais avançado de catarata a visão passa a desaparecer completamente e não se vê mais nada além de uma mancha escura.